Esporte em Três Pontas

Dois campeões, quatro vice-campeões, um bronze! Trespontanos mostram garra no Sul-Americano de Jiu-Jitsu

Mais uma vez o nome de Três Pontas foi defendido com muita garra no segmento esportivo. No último final de semana, a Arena da Juventude, no Rio de Janeiro, sediou o Campeonato Sul-Americano de Jiu-Jitsu IBJJF (International Brasilian Jiu-Jitsu Federation) e oito competidores trespontanos estiveram lá, brilhando no tatame. O grupo, que integra a equipe “Qatar /Paulão Rezende/Fabrício Moreira”, mostrou no pódio que leva o esporte, a competição, os ensinamentos a sério e que a cidade sul-mineira tem talento de sobra na modalidade.

De acordo com o professor Josué Victor da Silva, “Jô”, foi uma honra para a Academia defender a cidade neste que “é um dos maiores eventos de Jiu-Jitsu do Brasil”. Feliz com o resultado do empenho de seus alunos, ele conta que dos oito participantes, sete conquistaram medalhas, sendo duas Ouro, quatro Prata e uma Bronze.

No degrau mais alto do pódio, Tobias Bueno e Ryan Victor receberam o título e comemoraram o bicampeonato em suas respectivas faixas: Amarela Infanto-juvenil e Amarela Infantil.

Sérgio Otávio, Lucas Pereira, Alef e Wesley também festejaram. Os quatro esportistas conquistaram o posto de Vice-campeões. Sérgio Otávio, Lucas e Wesley lutaram pela faixa Amarela Infantil. Já Alef defendeu a Laranja Infanto-Juvenil.

Quem também trouxe medalha para casa foi o esportista Pedro, que garantiu – e muito bem – a Bronze, pela Cinza Infanto-Juvenil.

Pedro: terceira colocação, garante o Bronze para Três Pontas

Guilherme, faixa Amarela Infanto-Juvenil, foi mais um que batalhou brilhantemente. Estava à frente do adversário, mas um mal-estar o tirou da competição. Determinado, ele seguiu torcendo pelos colegas e, com certeza, essa postura fez a diferença. 

“Estamos orgulhosos da nossa equipe. As medalhas, os títulos e o simples fato de ir à luta materializam o esforço de cada um dos alunos. Os meninos são dedicados e a prova está aí: um show de participação no evento que reuniu atletas de várias regiões, de altos níveis e a nossa turma competiu de igual para igual, aliás, se sobressaiu”, destaca o professor.

“Jô” compartilha os méritos com os pais. “Eles incentivam e se desdobram para manter os filhos no exemplar caminho do esporte. E se desdobram inclusive financeiramente. Inscrições, viagem, alimentação, hospedagem – tudo tem seu custo. Para se ter uma ideia, cada um dos competidores gastou cerca de R$ 500 para estar no Sul-Americano”.

São gastos difíceis de serem arcados pela maioria, mas compensadores, na opinião do mestre. “Competindo, nossas crianças, nossos adolescentes, nossos jovens aprendem que se há o primeiro lugar é porque existem os outros participantes e estes devem ser respeitados. Aprendem outros valores, por exemplo, colaborar, e ainda se socializam”.

Assim, o professor ensina que investir no esporte é apostar na saúde e na qualidade de vida; é acreditar na formação de cidadãos equilibrados, éticos, solidários, cientes de seus direitos e deveres.

Fazendo história!

Este é o segundo ano consecutivo que Três Pontas participa do Campeonato, por meio da Academia. Em 2018, a equipe foi composta por 14 atletas e todos eles conquistaram medalhas.

A equipe “Qatar /Paulão Rezende/Fabrício Moreira” agradece o apoio da Prefeitura de Três Pontas, intermediado pela Secretaria Municipal de Esportes, e a cada um que ajudou, garantindo a “suada” presença dos atletas no Sul-Americano de Jiu-Jitsu IBJJF 2019.

Bravo!!! Trespontanos acumulam conquistas (Fotos: cedidas pela equipe)

Notícia anterior

Futsal - Confira o resultado da rodada desta terça-feira e quais times entram em quadra hoje pelas Copas, em Três Pontas

Próxima notícia

Nota da Vigilância Ambiental de Três Pontas sobre bromélias x Aedes