Policiais

Lei Seca – Polícia Militar de Três Pontas intensifica ações com uso de “bafômetro”

Neste último fim de semana, a Polícia Militar de Três Pontas iniciou ações voltadas para a intensificação das Operações Lei Seca. O objetivo, explica a PM, é a repressão do crime relacionado à condução de veículos por pessoas embriagadas.

Em nome da segurança, Policiais Militares realizam Operação Lei Seca na Avenida Oswaldo Cruz, Centro de Três Pontas (Foto: PMTP)

Em duas noites de Operação, com emprego de etilômetro, conhecido popularmente como “bafômetro”, foram realizadas mais de 60 abordagens em veículos, o que resultou em 3 prisões por embriagues ao volante, 1 condução por posse de droga e 1 por perturbação do sossego provocado por equipamento de som em veículo automotor, além da remoção de 6 veículos.

De acordo com a Polícia Militar, as Operações Lei Seca terão continuidade de forma efetiva para proporcionar segurança no trânsito a toda a comunidade trespontana e também para reprimir crime que pode custar vidas.

Veja ainda

Condutor é detido por direção perigosa 

Por volta das 2 horas de sábado (9), uma equipe da Polícia Militar, durante patrulhamento pelo Centro de Três Pontas, visualizou o momento em que um VW Gol, que encontrava-se no semáforo da Avenida Oswaldo Cruz, em seu cruzamento com a Avenida Ipiranga, realizou uma arrancada brusca e derrapagem dos pneus, saindo em velocidade incompatível sentido à Praça Cônego Victor.

A equipe iniciou os procedimentos para abordagem, sendo o veículo alcançado na Praça Professor Teodósio Bandeira Campos, onde o condutor foi identificado e conduzido. O veículo foi removido e foram lavradas as notificações referentes às infrações cometidas pelo condutor.

Aparelho celular recuperado

No início da tarde deste último domingo (10), durante patrulhamento no bairro Aristides Vieira em Três Pontas, uma equipe da PM percebeu a presença de uma pessoa suspeita que estava saindo de um terreno baldio e apresentou nervosismo ao ver a guarnição da Polícia Militar.

Durante a abordagem, o suspeito, identificado como um jovem de 16 anos, estava de posse de um celular e dizia ser o proprietário, porém, entrou em contradição quanto aos meios em que havia conseguido o aparelho.

Ao consultar o número IMEI do aparelho, o sistema sinalizou situação de furto ou roubo. Então, o jovem informou que havia adquirido o celular em uma compra realizada através de rede social de uma pessoa de Três Pontas pelo valor de R$ 50. A PM iniciou as buscas, entretanto, até o presente momento não localizou o possível vendedor.

O aparelho celular foi recolhido e o jovem encaminhado para o registro do fato.

Jovem de 16 anos conta à PM que comprou o celular via rede social por R$ 50 (Foto: PMTP)

Crime de receptação

A Polícia Militar aproveita o fato para alertar quanto à comercialização de aparelhos celulares e outros produtos de origem duvidosa. Sempre exija a nota fiscal e, se tratando de aparelho celular, consulte o número do IMEI. Esta verificação pode ser realizada através do site da Anatel. Aquele que adquire produto que foi furtado ou roubado, pode responder pelo crime de receptação.

Também é sempre importante ter o número de IMEI para informar à Polícia Militar, durante o registro da ocorrência, caso o aparelho venha a ser furtado ou roubado.


Sintonize maisPolícia Militar De Três Pontas Divulga Projeto Celular Seguro


(Fonte: Polícia Militar de Três Pontas)

Notícia anterior

Carnavaliza TP – Carnaval muda da Praça da Matriz para a Praça do Centenário e novo pároco de Três Pontas explica o porquê

Próxima notícia

Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero em São Paulo