Outros

Padre Victor – Devotos são convidados a rezar pelos 192 anos de nascimento do Beato de Três Pontas

Os trespontanos, devotos de Padre Victor, estão atentos para uma importante data. Nesta sexta-feira, 12 de abril, será comemorado o aniversário de nascimento do menino, filho da escrava Lourença Maria de Jesus, e que depende da comprovação de mais um milagre por intercessão dele para se tornar um Santo da Igreja Católica.

Francisco de Paula Victor nasceu há 192 anos, em Campanha (MG), em plena escravidão. Na adolescência e juventude exerceu a profissão de alfaiate. Com apoio da madrinha de batismo Mariana Bárbara Ferreira e do bispo Dom Viçoso entrou para o seminário. Negro e pobre passou por muitas humilhações e venceu todos os obstáculos, sendo ordenado padre em 14 de junho de 1851.

Em 13 de junho de 1852, veio de Campanha para Três Pontas onde deixou o maior legado como líder religioso. Na cidade paroquiou por 53 anos propagando fé, mas também educação e cultura. Entre seus feitos está a fundação da Escola Sagrada Família, que atendia a cidade e todo o Sul de Minas, formando pessoas importantes, tais como, o bispo da Campanha, Dom João de Almeida Ferrão e o médico Samuel Libânio (que hoje dá nome ao hospital de Pouso Alegre – MG).

Padre Victor faleceu em 23 de setembro de 1905, já sob fama de santidade. O primeiro milagre comprovado levou à Beatificação, realizada em 14 de novembro de 2015.


Sintonize mais: 


Neste 12 de abril

O aniversário de nascimento de Padre Victor cairá no Setenário das Dores de Maria. Nesta data, sexta dor, “Maria recebe Jesus descido da Cruz”. O Beato Padre Victor era devoto e discípulo da Mãe do Céu.

“Reze uma Ave Maria pela canonização do Anjo Tutelar”, convida a Associação Padre Victor de Três Pontas. Na Matriz d’Ajuda, haverá a Procissão da Penitência às 5h30min, seguida de Missa. E às 18h30min será celebrada Missa.

Curiosidade: A Herma

“Herma – Os dicionários registram o termo como busto, em que o peito, as costas e os ombros são cortados, por planos verticais. Deriva do grego ‘hermês’, que deu no latim ‘herma’. Na antiguidade, o deus do Comércio, Hermes, era cultuado, erigindo-se bustos em sua homenagem. Depois a prática se estendeu por todo o Império Romano até chegar aos tempos atuais.

O povo trespontano, para prestar uma homenagem ao Padre Francisco de Paula Victor, também erigiu-lhe uma herma. Em 28 de outubro de 1923, o jornal ‘Vida Nova’ encetou campanha popular a fim de angariar fundos para a edificação do monumento. A iniciativa partiu do jornalista João do Nascimento Carvalho de Mendonça. As dificuldades foram enormes e só em 1929 a obra foi concluída e inaugurada”. (Paulo Costa Campos – Historiador

Notícia anterior

Vacinação contra a gripe começa e crianças e gestantes terão prioridade nos primeiros dias da Campanha

Próxima notícia

Chocolate Cocatrel: um lançamento de dar água na boca!