Policiais

Polícia Civil e Receita Federal cumprem Operação Ouro Verde que investiga desvio de sacas de café em Três Pontas

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, na manhã desta terça-feira(13), a Operação “Ouro Verde” para cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão e outras medidas cautelares requeridas na investigação que apura desvios de sacas de café.

As investigações iniciadas em fevereiro apontam que foram desviadas cerca de 25 mil sacas de café em um armazém no município de Três Pontas, e o prejuízo calculado aos produtores rurais, até o momento, é de aproximadamente R$ 10 milhões.

Três Pontas é considerada a Capital Mundial do Café. Por sua importância na economia do município, o produto é historicamente chamado de “Ouro Verde” (Foto: ilustrativa/arquivo)

Ainda de acordo com as apurações, ficou constatada sonegação de impostos, fiscal e de contribuição previdenciária.

Os mandados foram cumpridos nas residências de proprietários e empresas e, além de Três Pontas, a primeira fase da Operação “Ouro Verde” abordou suspeitos de envolvimento no esquema nas cidades de Varginha e Machado, contando com parceria da Receita Federal.

Presidindo as investigações, o delegado Regional de Lavras, Josias Moreira Giffoni, e o chefe do 6º Departamento de Polícia Civil de Lavras, delegado Pedro Paulo Uchôa Fonseca Marques estão em Três Pontas onde recebem a imprensa para mais esclarecimentos a respeito da Operação.

 

 

Notícia anterior

OAB Minas comemora 13 anos da Lei Maria da Penha e Cafeína Cocatrel participa de evento

Próxima notícia

Inscrições para o Edital Fundos da Infância e da Adolescência são prorrogadas até sexta-feira