Aqui Notícias de Três Pontas e regiãoEducação, Cultura e Lazer em Três Pontas

Três Bandas de Escolas de Três Pontas vão para a final do Festival Canto Novo Confira também as poesias e fotografias classificadas

Arlene Brito 

Emoção, torcida e sentimentos de realização embalaram a noite de sexta-feira (13) em Três Pontas. Famílias, amigos se aconchegaram na Praça “do Pirulito”, no Centro da cidade e mergulharam no Festival de Interpretação “Canto Novo”. O público soltou a voz, vibrou, aplaudiu dez bandas que – formadas por estudantes, professores, pais de alunos – defenderam escolas das redes pública e particular de ensino do município, buscando o Troféu “Airton de Oliveira Maciel” e uma série de outras premiações, inclusive em dinheiro.

Música na Praça de Três Pontas Festival Canto Novo

Público acompanha Festival realizado na Praça “do Pirulito”. À frente, o prefeito Marcelo Chaves, acompanhado da esposa, assessores e vereadores

As apresentações seguiram ordem definida em sorteio. Alguns grupos interpretaram uma canção, outros deram preferência ao pot-pourri e todos surpreenderam ao seguir a determinação da Comissão Organizadora: fazer uma releitura de grandes sucessos pré-definidos do Clube da Esquina, movimento musical nascido em Belo Horizonte na década de 1960, encabeçado por Milton Nascimento e os irmãos Borges: Marilton, Márcio e Lô. 

Uma a uma, as bandas encantaram com seus arranjos, vozes e, sobretudo, ao cumprirem o desafio com dedicação, com visível vontade de superação, com desejo de fazer o melhor naquele palco montado à frente do Residencial “Edmundo Otaviano Silva”. Tudo isso e algo mais técnico estavam sob o olhar atento, sob ouvidos aguçados de uma Comissão Julgadora de peso. Wallace Alexandre Naves, Nathan Viana, Lúcio Otávio de Carvalho Gomes, Ismael Campos Tiso Junior e Marco Elízeo de Aquino acumulam títulos, detêm currículos invejáveis e são altamente respeitados no cenário musical de Três Pontas, de Minas e do Brasil. Gentilmente, eles aceitaram o convite para selecionar as três melhores bandas do I Festival de Interpretação “Canto Novo”, evento que abriu oficialmente o VI Festival Nacional da Canção de Três Pontas “Canto Aberto”.  

Alunos se apresentam em Festival Canto Novo na cidade de Três Pontas

Colégio Travessia

Afirmando responsabilidade e imparcialidade, a Comissão classificou o Colégio Travessia. A banda “Wind Rose”, composta por Bianca Figueiredo (vocal), Matheus Tiso (violino e guitarra), Giovana Lourenção (piano), Matheus Vitorino (guitarra e violão) e o professor Helbert Gama (bateria) apresentou um pot-pourri que “encheu os olhos da plateia”. Travessia (Milton Nascimento), Amor de Índio (Beto Guedes) e Nos Bailes da Vida (Milton Nascimento) foram as músicas.  

Festival Canto Novo palco Três Pontas MG

Colégio Novo Milênio-Cootec

Outra instituição de ensino que recebeu aprovação diferenciada dos jurados foi o Colégio Novo Milênio-Cootec. O público aplaudiu de pé a Banda “Novo Milênio” que escolheu – dentre as indicadas por sorteio – o clássico “Para Lennon e MacCartney” (Lô Borges, Márcio Borges e Fernando Brant). A pequena Karla Cordeiro Franklin mostrou toda a sua grandeza vocal, acompanhada por Ian Murad Araújo Ferreira (bateria) e por Nelly Fátima Castro Miranda Brito (mãe de aluno, ao piano).  

Festival na Praça do Pirulito em Três Pontas

E.E. Prof. Maria Augusta Vieira Corrêa

Também garantiu vaga, a Escola Estadual “Professora Maria Augusta Vieira Corrêa”. Amanda de Paula Sousa (vocal e flauta), Lais Dias Galdino (vocal), Lucas de Oliveira Nonato (violão), Alexandre Vitor Rosa (cajon) e o professor Luciano de Oliveira Luz (violão) são os integrantes da Banda “Megahearts”. Eles escolheram “Coração Civil” (Milton Nascimento) e simplesmente elevaram ainda mais o astral do público.

Com o tema “Clube da Esquina” estiveram também no palco as escolas estaduais Deputado Teodósio Bandeira, Jacy Junqueira Gazola, Presidente Tancredo Neves, Professora Marieta Castro, Monsenhor João Batista da Silveira e as particulares Colégio Prósperi e Escola Coração de Jesus-Objetivo. Todas simplesmente brilharam, avaliam os jurados.

Jurados do Festival Canto Novo de Interpretação

Comissão Julgadora

Poesias e Fotografias 

De 9 a 11 de agosto, a comunidade trespontana curtirá a I Semana Artística Canto Aberto de Arte e Cultura tendo palestras, rodas de conversa e apresentações de rua entre as atrações. As bandas classificadas no “Canto Novo” voltarão a se apresentar no primeiro dia do evento, na Praça Cônego Victor. A vencedora receberá o Troféu “Airton de Oliveira Maciel” e também uma premiação no valor de R$ 500.

Exposição da artista Lamara Guilherme também foi atração na abertura do I Festival de Interpretação “Canto Novo”

Na mesma data será aberto o I Festival Local da Canção “Da Casa”. Dez músicas de compositores de Três Pontas serão mostradas ao público. Cinco delas seguirão para a grande final no dia 11 de agosto concorrendo aos prêmios de R$ 1,5 mil (1º lugar), R$ 1 mil (2º lugar) e R$ 500 (3º lugar). 

Nos intervalos, serão apresentadas as Poesias e Fotografias semifinalistas do concurso entre alunos da cidade, anunciadas na sexta-feira (13), durante a abertura do I Festival de Interpretação “Canto Novo”. Com os temas “Nossa Arte” e “Um Olhar Sobre Três Pontas”, respectivamente, estudantes abusaram da criatividade e da sensibilidade e deram trabalho para a equipe de triagem. 

Na modalidade Poesia foram classificadas as seguintes obras. Elas concorrem à premiação em dinheiro assegurada para o 1º lugar de cada categoria.  

Categoria A 

  • Nossa Arte (Cauan Braian de Assis – E.M. Cônego Vitor) 
  • Terra Mineira (Giovanna Alessandra Pirahy– Colégio Prósperi) 
  • Meu Cantor Encantador (Igor de Carvalho Oliveira – E.M. Profª. Nilda Rabello Reis-Caic)
  • Três Pontas, arte, amor e fé (Isaac Emanuel Mesquita – E.M. Antonieta Ferracioli Duarte) 
  • A Cidade de Três Pontas (Marcelo Henrique Souza Andrade – E.E. Profª Maria Augusta Vieira Corrêa) 

Categoria B 

  • Poesia (Ana Luiza Neves da Conceição – Colégio Novo Milênio-Cootec)
  • Arte, música e fé (Bianca Vitar Botelho – E.E. Pref. Jacy Junqueira Gazola) 
  • Poesia (Laura Helena Pessi Oliveira – Escola Coração de Jesus-Objetivo) 
  • Poesia (Maísa Elói Inácio Sousa – E.E. Profª Marieta Castro) 
  • Arte da Terra (Samira Carlota Franklin – Colégio Prósperi) 

Na modalidade Fotografia, os semifinalistas que também disputam  premiação são os seguintes. 

Categoria A 

  • Felipe Silva (E.M. Cônego Vitor)
  • Júlia de Brito (E.E. Cônego José Maria)
  • Miguel Delfino Hilton (E.M. Antonieta Ferracioli Duarte) 
  • Talita Maria Oliveira (E.E. Cônego José Maria) 
  • Valentina Bressani  de Brito (Colégio Travessia) 

Categoria B 

  • Alice Veloso Junqueira Castro (Colégio Travessia)
  • Elaine Abreu Ramos (E.E. Deputado Teodósio Bandeira)
  • HemilyLuise Leopoldina (Colégio Novo Milênio-Cootec) 
  • Marcos Antônio de Oliveira Junior (Escola Coração de Jesus-Objetivo)
  • Mauryane Moreira Cardoso (E.E. Profª Marieta Castro) 

Amizade e parceria norteiam Festival, afirma o secretário de Cultura, Alex Tiso

“Estou numa felicidade tão grande que meu coração parece não caber em mim”, começou o secretário municipal de Cultura, Lazer e Turismo, Alex Tiso Chaves. Tamanha emoção, explicou após a apresentação das bandas escolares, foi gerada pela oportunidade de mostrar os talentos que existem em Três Pontas de uma forma única: com amizade e parceria. “É maravilhoso ver estas crianças, estes jovens sendo aproveitados e resgatados. Três Pontas respira música e exala música e a praça… ah, a praça é tudo de bom, é lugar do povo, da música, da poesia, do teatro, da cultura. Tudo está perfeito, começamos com o pé direito e vamos concluir este projeto com êxito”, aposta. 

“Canto Aberto” recebe mais de 80 inscrições  

No dia 11 de agosto também acontece o VI Festival Nacional da Canção de Três Pontas “Canto Aberto”. O evento, cuja última edição foi em 1986, recebeu 88 inscrições de compositores de diversas regiões do país. Dez músicas concorrerão a R$ 4 mil (1º lugar), R$ 3 mil (2º lugar), R$ 2 mil (3º lugar), R$ 1 mil (Melhor Intérprete) e R$ 1 mil (Música Mais Comunicativa). 

Mauro Marques ( 2º na foto), com colegas integrantes da Comissão Organizadora e com o secretário de Cultura

O presidente da Comissão Organizadora, Mauro Marques, afirma que há anos sonhava trazer o Festival de volta ao calendário cultural da cidade. Ele revela que a realização está sendo possível graças à abertura dada pela Administração Marcelo Chaves Garcia e graças ainda à união que existe no chamado “grupo da Cultura”, um apoio mútuo diferenciado que é observado, sobretudo, entre o secretário Alex e a equipe do Conservatório Municipal de Música Heitor Villa-Lobos. “Pelo Festival Canto Novo dá para ver a grandiosidade que serão os festivais ‘Da Casa e Nacional’. O trabalho é a base de tudo. A equipe toda se comunica o tempo inteiro e esta sincronia é que fará tudo dar certo”, acredita.

Mauro Marques ressalta ainda que é gratificante sonhar junto com uma turma totalmente dedicada e prevê: “deparar com estudantes, diretores, coordenadores pedagógicos, secretários de escolas, pais envolvidos, interessados sinaliza que o Festival veio para ficar”.

O presidente da Comissão Organizadora anunciou que para manter o evento é preciso que ele aconteça com total imparcialidade e garantiu que a isenção foi e será aplicada em todas as etapas do Festival Nacional, que engloba o Canto Novo e a Semana de Arte e Cultura. “Se temos idoneidade no fazer, temos as escolas, os músicos, os artistas, a população do nosso lado e é isso que a gente quer: música na praça, poesia na praça, maquete na praça, que a cidade venha para junto de uma cultura agregadora”.  

Festival Música Três Pontas MGAconteceu, acontece, acontecerá 

I Festival de Interpretação Canto Novo 

  • Dia 13 de julho: disputa de Bandas Escolares sob o tema “Clube da Esquina” 
  • Dia 9 de agosto: apresentação das três bandas classificadas e premiação da 1ª colocada 

I Festival Local de Música Da Casa 

  • Dia 9 de agosto: apresentação das 10 classificadas
  • Dia 11 de agosto: apresentação das 5 finalistas e premiação das 3 melhores canções de autoria de trespontanos 

VI Festival Nacional da Canção de Três Pontas Canto Aberto 

  • Dia 10 de agosto: apresentação das 20 classificadas na etapa Nacional
  • Dia 11 de agosto: apresentação das 10 finalistas e premiação do 1º, 2º e 3º colocados, Melhor Intérprete e Música Mais Comunicativa

I Semana Artística Canto Aberto de Arte e Cultura 

  • De 9 a 11 de agosto, na Praça Cônego Victor: concurso de maquetes, palestras, roda de conversa, apresentação de rua e outros atrativos.
  • Dia 9 de agosto: apresentação das semifinalistas do Concurso Estudantil de Poesia sob o tema “Nossa Arte” e premiação da Melhor Poesia de cada categoria
  • Dia 11 de agosto: apresentação das semifinalistas do Concurso Estudantil de Fotografia sob o tema “Um Olhar Sobre Três Pontas” e premiação da Melhor Fotografia de cada categoria

Sintonize mais: Festival Nacional Da Canção De Três Pontas Canto Aberto Começa Com Fase Estudantil


(Fotografias: SintonizeAqui, Mauro Marques, Mariana Tiso)

Notícia anterior

Corpo de rapaz morto pelo irmão é sepultado em Três Pontas

Próxima notícia

Aprenda receitas de Alfajor e Trufa em curso com renda revertida para o Hospital de Três Pontas