Esporte em Três Pontas

Gustavo e Guilherme Mesquita, de Três Pontas, são Campeão e Vice-Campeão no Pan-Americano de BMX 2019

Depois de 11 anos, o Brasil voltou a sediar o Campeonato Pan-Americano de BMX Racing. As disputas aconteceram neste final de semana, dias 25 e 26, na pista do Complexo Esportivo Ayrton Senna, na cidade de Americana (SP). Considerado o mais importante evento da modalidade esportiva de 2019 a ser concretizado no país a competição reuniu os melhores pilotos do BMX nacional e internacional.

O trespontano Gustavo Mesquita conquistou o título de Campeão, na categoria Cruiser 30 a 34 anos, mais um troféu para o piloto que ostenta 1 ouro Mundial, 11 brasileiros e 3 Pan-Americanos. Além do primeiro lugar, Gustavo se sagrou Vice-Campeão pela categoria Master.

Quem também esteve no pódio foi Guilherme Mesquita, irmão de Gustavo. “Sonho realizado! Participei da competição considerada a maior da América Latina. Com certeza através de muita dedicação e superações vamos conquistando nossos objetivos. Agradeço a todos que me apoiam e que vêm contribuindo para minhas conquistas”, comemora Guilherme, Vice-Campeão na categoria Cruiser 25 a 29 anos. A medalha de Prata exigiu empenho do piloto, inclusive, na árdua tarefa de conquistar patrocinadores.

O torneio foi disputado em todas as categorias oficiais da União Ciclística Internacional (UCI), além de categorias promocionais, a fim de fomentar a modalidade. Segundo os organizadores, 1.200 competidores participaram de “pegas” incríveis acompanhados por grande público. O Brasil foi o país com maior número de atletas, totalizando 495. Entre as maiores delegações estavam o Chile (85), Colômbia (63), Equador (61) e Bolívia (45). Para a Elite Men, o Pan somou pontos para a corrida classificatória para Tóquio 2020.

Se uniram para colocar o Pan-Americano de BMX Racing em prática a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) que organizou e realizou o evento, o patrocinador Penks Vestuários, os apoiadores Prefeitura de Americana e Americana Bicicross Clube (ABC). A supervisão ficou a cargo da UCI, da Confederação Pan-Americana de Ciclismo (Copaci) e da Comissão Pan-Americana de Bicicross (Copabi).

Copa

No domingo (26), a pista de Bicicross recebeu também a Copa Latino-Americana. Guilherme Mesquita fechou a competição em 3° lugar na categoria Cruiser 25 a 29 anos.

O irmão dele, Gustavo Mesquita, conquistou o título de Campeão na categoria Cruiser 30 a 34 anos e ainda ficou em 7ª colocação na Elite Master.

Notícia anterior

Trespontano dá boas-vindas ao atacante Roger; conheça o amor deste torcedor especial pela Ponte Preta

Próxima notícia

Viaturas entregues à PM de Três Pontas potencializarão o trabalho na área de segurança pública