LutoPoliciais

Policial Militar de Três Pontas é morto em Boa Esperança

(Equipe Positiva)

Um sargento da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), de 37 anos, foi morto na noite deste sábado (16), após uma perseguição a dois criminosos em Boa Esperança.

De acordo com as primeiras informações, a PM realizava patrulhamento preventivo pela Avenida Brasil, no início da BR 265, quando encontrou com dois rapazes em uma motocicleta que havia sido furtada na sexta-feira (15) na cidade. Os policiais tentaram abordar os suspeitos, mas eles não pararam e seguiram em fuga.

Em um determinado momento da perseguição, os suspeitos caíram da moto e entraram em um cafezal, no bairro Nossa Senhora Aparecida, conhecido como Popular. Cada um seguiu em uma direção e os policiais se dividiram a pé à procura dos criminosos.

O cabo da PM que estava com o sargento Rodrigo Sarto Lomonte contou que ouviu cinco disparos e que o sargento desapareceu, sendo encontrado cerca de três horas depois com apoio das viaturas de Boa Esperança e reforço recebido de Varginha.

Sargento Sarto era natural de Três Pontas onde morava com esposa e filho. Atualmente servia à PM de Boa Esperança

Rodrigo Sarto foi localizado desacordado em meio à vegetação com um ferimento na cabeça, foi socorrido e encaminhado ao Pronto Socorro da cidade. Ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. 

O corpo do sargento foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Varginha e ainda não há informações de onde será feito o velório.

O policial morto é natural de Três Pontas, onde ele morava com a família e atuou por vários anos. Depois, Rodrigo Sarto comandou o Destacamento da cidade de Coqueiral e, em seguida,  foi para a 172ª Companhia de Boa Esperança. Ele era casado e deixa um filho pequeno.

Policiais das cidades de Varginha, Três Pontas, Lavras, Ilicínea, Coqueiral e de Belo Horizonte estão à procura dos criminosos que ainda não foram identificados.

 

Notícia anterior

Drogaria e farmácia fazem plantão em TP neste sábado e domingo

Próxima notícia

Começa a Vacinação Contra a Gripe para professores e pessoas de 55 a 59 anos