Educação, Cultura e Lazer em Três Pontas

Corrida contra o tempo – faltam mais de R$ 8 mil para estudantes de TP seguirem para Olimpíada de Matemática na Ásia. Embarque será nesta terça-feira

Pelos cálculos da diretora da Escola Estadual “Monsenhor João Batista da Silveira”, Rosiane Aparecida Domingues Brito ainda faltam R$ 8.500,00 para os alunos classificados para a segunda fase da Olimpíada Internacional “Matemática Sem Fronteiras” (OIMSF) seguirem viagem rumo à Tailândia, no Sudoeste da Ásia.

O grupo – formado por 10 estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental, a comunidade escolar e apoiadores correm contra o tempo, já que o embarque está agendado para esta próxima terça-feira, dia 13.

Alunos conquistam medalha de Prata em nível Nacional e sonham defender Três Pontas na Tailândia. São eles: Miguel, Jonatas, João Paulo, Marco Túlio, Diogo, Mariana, Isadora, Milena, Júlia, Jessica e Beatriz

Na Tailândia, o evento será realizado de 16 a 20 de agosto. Vale destacar que dos 853 municípios mineiros, somente estudantes de Três Pontas e de Monte Carmelo conseguiram a classificação. Em Três Pontas, são 10 mil alunos e apenas 15 do Monsenhor Silveira alcançaram a possibilidade da viagem ao continente asiático. Dez deles ainda acreditam que representarão a “Terra de Padre Victor” na disputa, além, é claro, de alimentarem o sonho de conhecer um outro país. 

Cocatrel doa passagem, abrindo caminhos

Dada a notícia sobre o convite para que a Escola integrasse a delegação brasileira, a primeira manifestação de apoio partiu da Cocatrel. Ao doar uma passagem, a Cooperativa abriu caminhos para os alunos conquistarem outros suportes.

“A Cocatrel acredita e investe nos bons frutos que a terra dá e em quem, assim como a Cooperativa faz com o café, enaltece nossa cidade e região mundo afora, seja na cultura, na música, na fé ou na educação. Parabéns aos alunos da Escola Monsenhor Silveira. Boa sorte! Que a trajetória de vocês seja linda na Tailândia! Estamos na torcida!”, descreveu a Cocatrel por meio da Assessoria de Comunicação.

Outras empresas da cidade seguiram o exemplo e colaboraram financeiramente. Também a Câmara de Vereadores auxiliou com R$ 30 mil. O recurso é de Emenda Impositiva dos vereadores Roberto Donizetti Cardoso e Marlene Rosa de Lima Oliveira, com sugestão de Erik dos Reis Roberto.

“Ainda não conseguimos todo o dinheiro porque o valor da passagem aumentou muito”, comenta a diretora, resumidamente, mas cheia de esperança de que “tudo vai dar certo”.

Quem puder ajudar, incentivando a EDUCAÇÃO trespontana deve fazer a doação pela seguinte conta, aberta em nome de uma Comissão de Pais da Escola.

Conta: 50.000-3 / Ag. 0421-9 / Favorecido: Nivalda Aparecida Vieira / Banco do Brasil

Associação Comercial orienta alunos

Na última terça-feira (6), o segundo Tesoureiro da Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas (Acai-TP), Tiago Miranda de Figueiredo, esteve na Escola Estadual Monsenhor João Batista da Silveira. O empreendedor levou mais informações aos alunos selecionados para a Olimpíada Internacional. No bate-papo descontraído, Tiago orientou sobre a viagem e deu dicas para controlar as expectativas.

“A Acai-TP participa com orgulho deste momento importante dos alunos, da Escola e de toda a comunidade”, mencionou a instituição, que também contribuiu financeiramente.  

Visita do 2º Tesoureiro da Acai-TP, Tiago Miranda, aos alunos classificados e à Escola Monsenhor Silveira

A Prefeitura de Três Pontas é mais um segmento que estendeu mãos à Escola Estadual. Sem a possibilidade de repassar recursos, o Executivo disponibilizou equipe para ajudar na divulgação e para fazer contato com empresas parceiras da Administração, objetivando sensibilizá-las para a demanda dos alunos.

Classificação

Na Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras, edição Brasil, a Escola Estadual Monsenhor João Batista da Silveira conquistou três medalhas (Ouro, Prata e Bronze) em nível Estadual e outras duas (Prata e Bronze) em âmbito Nacional.

Ao todo, participaram 15 alunos de cada série do Ensino Fundamental, portanto, do 6º ao 9º ano. Cada turma fez prova coletiva com 24 questões abertas. A galera do 8º ano, dona da Prata Nacional, foi a convidada para a fase Internacional. Na Tailândia, os alunos serão submetidos a outra metodologia: eles farão provas individuais e em inglês.

Escola soma 5 medalhas na edição Brasileira da OIMSF 2019

Notícia anterior

Placa com o nome da psicóloga Rita de Cássia da Luz ganha lugar de destaque no Presídio de Três Pontas

Próxima notícia

Farmácia e Drogaria estão de plantão em Três Pontas. Veja quais são elas!