NotíciasPoliciais

Ex-comandante da Guarda Civil de Três Pontas deixa o Presídio, mas segue respondendo à acusações sobre incêndio que destruiu documentos da Prefeitura

Arlene Brito

Leonara Naves passa a cumprir medidas cautelares enquanto seguem investigações da PC (Foto: arquivo)

Deixou a unidade prisional ontem (5), a ex-comandante da Guarda Civil Municipal de Três Pontas, Leonara Regina Naves. A prisão preventiva que vinha cumprindo desde o dia 19 de maio foi revogada, mas ela continuará respondendo às acusações e terá que cumprir as seguintes medidas cautelares: não entrar nos prédios da Prefeitura Municipal de Três Pontas, não se aproximar de testemunhas, não se ausentar da Comarca sem autorização judicial e suspensão temporária do exercício de função pública. 

Conhecida como a “Guarda Civil Municipal Mais Bonita do Brasil”, título que conquistou em 2014, Leonara é suspeita de coibir testemunhas de um incêndio que destruiu documentos da Administração. O fato aconteceu em antiga sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, então gerida por José Gileno Marinho, um dia antes da prisão temporária de cinco integrantes da atual Administração, suspeitos de fraudar compras de peças e combustível para veículos e máquinas da Prefeitura, possível golpe que começou a ser investigado na Operação chamada “Trem Fantasma”. O secretário Gileno Marinho se tornou réu na Operação do Ministério Público. A investigação do incêndio está sendo feita pela Polícia Civil e há informações de caráter criminoso.

Remuneração

Leonara Naves é servidora municipal concursada há 12 anos. Há pouco tempo, se tornou alvo de reclamações por parte de condutores que alegaram a aplicação excessiva de multas de trânsito. Ela já foi exonerada do cargo de chefia. Com a exoneração e mesmo cumprindo medida cautelar passa a ser remunerada mensalmente com o salário referente à função de Agente de Trânsito. Os valores, o cidadão pode acompanhar pelo Portal da Transparência

Apoio

Durante o tempo que cumpriu a prisão temporária, Leonara recebeu apoio no sentido de superação dos problemas gerados pelo possível envolvimento em crime. Os votos de familiares, amigos e guardas civis de Três Pontas e de outras localidades foram manifestados em rede social.

Notícia anterior

Segundo pesquisa, quem apanha na infância pode se tornar um adulto violento - Proteger é uma responsabilidade de todos e o SintonizeAqui abraça a causa

Próxima notícia

Rotary prepara Festa da Amizade para que trespontanos tenham noite regada à música, dança, comida boa e companheirismo