DestaquesEducação, Cultura e Lazer em Três Pontas

Resgatar os valores humanos em nome da Comunicação Não Violenta é proposta da E.M. João de Abreu Salgado, em Três Pontas

Honestidade, responsabilidade, humildade, cortesia, solidariedade, flexibilidade, tolerância às diferenças, amor próprio, otimismo, perseverança são alguns valores humanos que muitos pais deixaram de incluir ou não dão a devida importância durante a educação dos filhos. Assim, esses valores são desconhecidos, estão adormecidos ou totalmente abandonados em muitas crianças e jovens, gerando relacionamentos cheios de conflitos, inclusive no ambiente escolar.

Atenta à necessidade de reforçar os valores humanos em parceria com a família favorecendo uma aprendizagem realmente significativa na formação de seres humanos mais conscientemente participativos e responsáveis no convívio social, a Escola Municipal João de Abreu Salgado, de Três Pontas, elaborou o Projeto “Resgatando Valores Humanos a partir da Comunicação Não Violenta”, que será desenvolvido durante este ano.

O Projeto foi lançado em 26 de março, com presença maciça de alunos, familiares, professores. Quem também prestigiou a noite especial foi a promotora da 3ª Promotoria de Justiça de Três Pontas, Dra. Ana Gabriela Brito Melo Rocha, que exerce entre as atribuições a defesa da Infância e Juventude e da Educação. Ela é também facilitadora em Círculos de Construção de Paz, metodologia da Justiça Restaurativa, e mediadora em formação. “Que coisa mais linda o evento da Escola. Os pais em peso. Tudo feito com muito amor e capricho. Me emocionei muito”, registrou a convidada.

Na oportunidade, Dra. Ana Gabriela falou sobre a Comunicação Não Violenta (CNV), técnica e filosofia de vida sistematizada por Marshall Rosenberg. Lembrou que todos nós existimos em relações, e que para vivermos em paz e termos relações saudáveis, é necessário que nos conectemos de forma mais autêntica e com empatia conosco mesmo e com as pessoas com as quais nos relacionamentos. Explicou que a CNV é uma forma de nos conectarmos com nossos sentimentos e necessidades, falarmos sobre eles e identificarmos as necessidades e os sentimentos dos outros, por mais difícil que um conflito possa ser.

Ana Gabriela lembrou como julgamentos morais, rótulos e preconceitos compõem o fluxo da relação e, utilizando uma fala bem informal, deu muitos exemplos práticos sobre como melhorar a nossa comunicação, as nossas relações em casa, no trabalho e no ambiente escolar.

Dra. Ana Gabriela deu muitos exemplos práticos sobre como melhorar a comunicação, as relações em casa, no trabalho e no ambiente escolar

Além da enriquecedora palestra, a noite foi abrilhantada por números artísticos-culturais que foram ao encontro das propostas do Projeto. Motivando a adesão, incentivando a participação de toda a comunidade escolar, os alunos da professora Rosemeire apresentaram uma peça de teatro embasada na música “Depende de Nós”, de Ivan Lins, envolvendo os valores a serem tratados ao longo do ano letivo. A garotada passou a mensagem e foi aplaudida com todo merecimento.

No entendimento da Escola Municipal João de Abreu Salgado “para as pessoas se comunicarem sem violência precisam se desligar, desconectar e viver a vida no sentido literal da palavra, gastando o tempo com as pessoas que amam”. Então, pensando na necessidade da comunicação pessoal, interpessoal e social, a professora Neide preparou, junto aos seus alunos, a apresentação da música “Desconecta”, de Daniel Sales. Acertou em cheio e a classe também recebeu o reconhecimento do público.

Para fechar a noite com ainda mais aproximação de todos que compõem a família “João de Abreu Salgado” e brindar o sucesso do lançamento (e espera-se do Projeto) foi servida uma galinhada – segundo a Escola, preparada com muito carinho!

O Projeto “Resgatando Valores Humanos a partir da Comunicação Não Violenta” tem total apoio da diretora Luciana Tavares de Andrade e do vice-diretor, Cláudio Reis Pereira. Desde o lançamento, a Escola tem recebido inúmeros depoimentos de familiares de alunos elogiando a iniciativa e informando sobre como as explicações começam a influenciar positivamente em suas vidas, em suas convivências.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícia anterior

JEMG 2019 – Campeãs Invictas, meninas do handebol falam da expectativa de representar a Escola Coração de Jesus e a cidade de Três Pontas na Microrregional

Próxima notícia

Câmara de Três Pontas - Plenário aprova Projeto que garante a troca de hidrômetros antigos pelo SAAE